Total de visualizações de página

terça-feira, 15 de novembro de 2011

O CANGACEIRO DO TRÂNSITO

Todo mundo já ouviu
Alguém um dia falar
Do Brasil e seus encantos
Que não tem noutro lugar
De perto nem parecido
Pra sentir ou contemplar.


Ouviu falar da beleza
Da bela índia Iracema,
De seus cabelos tão negros
Com cheiro de alfazema
E da faceira garota
Da praia de Ipanema.


Já ouviu alguém falar
De nosso samba no pé
Que encanta todo mundo
Daqui a Praça da Sé
E do futebol moleque
De Garrincha e de Pelé.


Do toque da batucada
De nosso bom carnaval
Que levanta até defunto
E da mulata global
Que sacode até a alma
De Pedro Alves Cabral.
(...)

quarta-feira, 2 de novembro de 2011

VENCEDORES DO PRÊMIO FOMENTO - MOSSORÓ/RN - 2011

Prefeitura divulga nomes de vencedores do Prêmio Fomento
Cedido
O Prêmio Fomento já tem seus vencedores em 2011. Parte integrante da política de cultura na gestão da prefeita Fafá Rosado, o Prêmio distribui este ano R$ 117,4 mil entre seus contemplados. Dezessete projetos foram selecionados pela Gerência de Cultura, entre os 28 inscritos nas cinco áreas de atuação do prêmio, em sua 5a edição.
Os projetos submetidos ao Prêmio Fomento à Produção de Bens e Serviços Culturais foram selecionados e avaliados, em conformidade com o edital do programa, respeitando o conhecimento e área de interesse e atuação dos integrantes de comissão julgadora, de acordo com os segmentos artísticos envolvidos na referida premiação.
O Prêmio selecionou projetos nas áreas de Artes Cênicas: montagem de Espetáculos de teatro, dança e música; Artes Cênicas nas Escolas: Montagem de Espetáculos de Teatro, Dança e Música; Literatura: dramaturgia, Romance, Poesia, Contos, Crônica e Cordel; Artes Plásticas: Exposição de Artes; Cinema: curta metragem - ficção e documentário.
RELAÇAO de Projetos Culturais Premiados
ARTES CÊNICAS: Montagem de Espetáculos de TEATRO
1º - VIAGEM A BANCOC (Cia A Máscara de Teatro) -
2º - CASCA DE NOZ (Grupo de Teatro Pessoal do Tarará) -
3º - A LENDA DO MEMEBÊ (Cia Focart) -
4º - A CASATÓRIA CA DEFUNTA (Cia Pão Doce de Teatro) -

ARTES CÊNICAS: Montagem de Espetáculos de DANÇA
1º - CAMINHOS (Grupo de Dança Outras Caras) - 20.000,00

ARTES CÊNICAS NAS ESCOLAS: Montagem de Espetáculos
1º - DANÇAS FOLCLÓRICOAS - NOS CORDÉIS DE ANTÔNIO FRANCISCO
(Escola Municipal Rotary) - 2.000,00

LITERATURA Dramaturgia, Romance, Poesia, Contos e Crônica
1º - ENTARDECER (Symara Tâmara Fernandes Carlos) - 4.000,00
2º - PEQUENOS SONS DE OUTRORA (Ana Carla de Azevedo Silva) - 4.000,00
3º - ROTEIROS (Thalles Chaves) - 4.000,00

LITERATURA DE CORDEL
1º - CORDEL EDUCADOR (José Ribamar de Carvalho Alves) - 1.600,00
2º - A FORÇA DA MAO HUMANA (José Antônio da Silva) - 1.400,00
3º - O DIA DO PROFESSOR (José Augusto Araújo da Silva) - 1.200,00
4º - SE DEIXE SER ENCONTRADA (Gisele Ferreira de Lima) - 600,00
5º - O HOME DA ROÇA E EXCELÊNCIA (Ademar Pedro Alves) - 600,00

ARTES PLÁSTICAS: Exposição de Artes
1º - GENTE DA GENTE (Ilo José de A. Soares Júnior) - 4.000,00

CINEMA: Curta Metragem
1º - POEIRA DO CAIÇARA (Jeyzon Leonardo G. Silva) - 5.000,00
2º - O MUSEU DO SERTAO UMA RELÍQUIA NO SEMI-ÁRIDO POTIGUAR
(Ana Lúcia Gomes) - 4.000,00
          Ilustração: marcelo Morais

quinta-feira, 27 de outubro de 2011

CANCELADO O 2º CONCURSO - CORDEL CONTEMPORÂNEO - CARUARU

                          Vá entender!

Após ter sido adiado, o 2º Concurso de Literatura de Cordel da Academia Caruarense de Literatura de Cordel dos dias 14 e 15 de outubro para os dias 28 e 29/10, a FUNDARPE, ABLC e ACLC, decidiram CANCELAR o Concurso de Litratura de Cordel de Caruaru.

Essas foram as informações que o presidente da ACLC nos passou.

...................................................................................

CLASSIFICADOS - 2º CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA DE CORDEL


Publicado 22 de Outubro, 2011


Promoção: FUNDARPE através do Programa SISTEMA DE INCENTIVO A CULTURA SIC/PE e Governo do Estado de Pernambuco, com a colaboração da ABLC – Academia Brasileira de Literatura de Cordel e o gerenciamento da ACLC – Academia Caruaruense de Literatura de Cordel.


RELAÇÃO DOS POETAS E TEXTOS CLASSIFICADOS:

1 – José Ronaldo Rogério Alexandre – ZÉ CABEÇÃO.
FOI-SE O TEMPO DO FUNIL
Rua 21 casa 11 – Conjunto José Walter
Fortaleza – CE – CEP: 60750-350
E-mail: ronaldo.rogerio@hotmail.com.


2 – José Severino do Carmo – LEÃO DO NORTE.
O CORDEL CONTEMPORÂNEO.
Rua Francisca Florêncio de Lira, 158
Caruaru – PE – CEP: 55014-707.
E-mail: js@jspropaganda.com.br.


3 – Jailton Pereira da Silva – JANEQUINE DO CORDEL
O CORDEL DE HOJE
Sítio Riacho do Caxingó, 574.
Tacaimbó – PE – CEP: 55149-000
E-mail:


4- Erivaldo Leite de Lima – PASSARINHO VOADOR
EU ME NOMEIO CORDEL.
Rua Abaeté, 2820
Natal – RN - CEP: 59082-480.
E-mail: poetabaete@HOTMAIL.COM.


5 – Erivaldo da Silva Nascimento – ALFREDO NEVES.
UM RETRATO DA VIDA EM VERSOS.
Sítio Boa Ventura.
Belém – PB – CEP: 58255-000.
E-mail: erivaldo.sn@hotmail.com.


6 – Edson Francisco dos Santos – AFONSO FONSECA.
O CORDEL DE HOJE EM DIA.
Rua Valdemar Regis, 98
Gravatá – PE – CEP: 55642-670
E-mail: edsonpoesia@hotmail.com.


7 – José Augusto Araújo da Silva – CHICO BENTO DO CORDEL
A RECEITA DO POETA.
Rua Marechal Hermes, 287 – 205.
Mossoró – RN – CEP: 59618-160
E-mail: augustoaraújo.s@hotmail.com.


8 – Antonio Francisco Texeira de Melo – JOSÉ DA COCADA PRETA.
DA LAMPARINA À TV.
Rua Antonio Delmiro de Medeiros, 1394
Mossoró – RN – CEP: 59600-460.
E-mail:


9 – José Ribamar de Carvalho Alves – CORONEL DO AÇUCAR.
O CORDEL DE HOJE
Rua Mariazinha do Vale, 48.
Mossoró –RN – CEP: 59625-015.
E-mail:


10 – José Ivaldo Ferreira Bernardo – ESPIGÃO.
O CORDEL CONTEMPORÂNEO.
Av. Vereador Moacir Teodoro, 305.
Venturosa – PE – CEP: 55270-000.
E-mail:


O Conselho Editorial da ABLC foi o responsável pela escolha e classificação deste grupo de inscrições.

sábado, 22 de outubro de 2011

LISTA DOS CLASSIFICADOS DO 2º CONCURSO DE LITERATURA DE CORDEL DE CURUARU

Cedido - Blog - Chico Salles
 CLASSIFICADOS - 2º CONCURSO NACIONAL DE LITERATURA DE CORDEL
Promoção: FUNDARPE através do Programa SISTEMA DE INCENTIVO A CULTURA SIC/PE e Governo do Estado de Pernambuco, com a colaboração da ABLC – Academia Brasileira de Literatura de Cordel e o gerenciamento da ACLC – Academia Caruaruense de Literatura de Cordel.
RELAÇÃO DOS POETAS E TEXTOS CLASSIFICADOS:

1 – José Ronaldo Rogério Alexandre – ZÉ CABEÇÃO.
FOI-SE O TEMPO DO FUNIL
Rua 21 casa 11 – Conjunto José Walter
Fortaleza – CE – CEP: 60750-350
E-mail: ronaldo.rogerio@hotmail.com.

2 – José Severino do Carmo – LEÃO DO NORTE.
O CORDEL CONTEMPORÂNEO.
Rua Francisca Florêncio de Lira, 158
Caruaru – PE – CEP: 55014-707.
E-mail: js@jspropaganda.com.br.

3 – Jailton Pereira da Silva – JANEQUINE DO CORDEL
O CORDEL DE HOJE
Sítio Riacho do Caxingó, 574.
Tacaimbó – PE – CEP: 55149-000
E-mail:

4- Erivaldo Leite de Lima – PASSARINHO VOADOR
EU ME NOMEIO CORDEL.
Rua Abaeté, 2820
Natal – RN - CEP: 59082-480.
E-mail: poetabaete@HOTMAIL.COM.

5 – Erivaldo da Silva Nascimento – ALFREDO NEVES.
UM RETRATO DA VIDA EM VERSOS.
Sítio Boa Ventura.
Belém – PB – CEP: 58255-000.
E-mail: erivaldo.sn@hotmail.com.

6 – Edson Francisco dos Santos – AFONSO FONSECA.
O CORDEL DE HOJE EM DIA.
Rua Valdemar Regis, 98
Gravatá – PE – CEP: 55642-670
E-mail: edsonpoesia@hotmail.com.

7 – José Augusto Araújo da Silva – CHICO BENTO DO CORDEL
A RECEITA DO POETA.
Rua Marechal Hermes, 287 – 205.
Mossoró – RN – CEP: 59618-160
E-mail: augustoaraújo.s@hotmail.com.

8 – Antonio Francisco Texeira de Melo – JOSÉ DA COCADA PRETA.
DA LAMPARINA À TV.
Rua Antonio Delmiro de Medeiros, 1394
Mossoró – RN – CEP: 59600-460.
E-mail:

9 – José Ribamar de Carvalho Alves – CORONEL DO AÇUCAR.
O CORDEL DE HOJE
Rua Mariazinha do Vale, 48.
Mossoró –RN – CEP: 59625-015.
E-mail:

10 – José Ivaldo Ferreira Bernardo – ESPIGÃO.
O CORDEL CONTEMPORÂNEO.
Av. Vereador Moacir Teodoro, 305.
Venturosa – PE – CEP: 55270-000.
E-mail:
O Conselho Editorial da ABLC foi o responsável pela escolha e classificação deste grupo de inscrições.

domingo, 9 de outubro de 2011

ADIADO O 2º CONCURSO - CORDEL CONTEMPORÂNEO - CARUARU

2º Concurso de Literatura de Cordel da Academia Caruarense de Literatura de Cordel

Cedido por CORDEL DE SAIA
Prezados,

     Vimos aqui informar a todos, a decisão conjunta das Instituições: FUNDARPE, ABLC e ACLC, em adiar para os dias 28 e 29 de outubro, a programação original dos eventos evidenciados acima, devido principalmente a atual greve dos CORREIOS, pois inúmeros concorrentes do Concurso de Litratura de Cordel de todo Brasil não tinham confirmados a entrega da suas inscrições.
     Assim solictamos a todos os envolvidos e colaboradores em promover e divulgação esta notícia, que trará desencontros para alguns, mais certamente será mais justa para todos.
     As programações serão as mesmas, conforme releases em anexos, transferindo-se apenas as datas. A divulgação dos inscritos classificados será feita no pórximo dia 20.
Direção Cultural - ABLC.
Chico Salles.
Nota de responsabilidade do Diretor Cultural da ABLC

         Poeta José Augusto

sexta-feira, 2 de setembro de 2011

2º Concurso de Literatura de Cordel da Academia Caruarense de Literatura de Cordel

terça-feira, 16 de agosto de 2011

2º Concurso de Literatura de Cordel da Academia Caruarense de Literatura de Cordel
Regulamento do 2º Concurso Nacional de Literatura de Cordel

Tema: Cordel Contemporâneo
Promovido em parceria com Academia Caruaruense de Literatura de Cordel, FUNDARPE através do Programa SISTEMA DE INCENTIVO A CULTURA SIC/PE e Governo do Estado de Pernambuco, com a colaboração da ABLC – Academia Brasileira de Literatura de Cordel.
01. Academia Caruaruense de Literatura de Cordel - ACLC, situada na Rua Limoeiro Nº 295 Bairro Boa Vista I – CEP: 55038-010-Caruaru-PE em parceria com a FUNDARPE, através do Programa SISTEMA DE INCENTIVO A CULTURA SIC/PE do Governo do Estado de Pernambuco com a colaboração e a participação da ABLC – Academia Brasileira de Literatura de Cordel abrem inscrições para o 2º Concurso Nacional de Literatura de Cordel com o tema “Cordel Contemporâneo”.
02. O prêmio, para a edição de 2011, contemplará a categoria ADULTA, amador ou profissional de Literatura de Cordel e poderão participar Poetas residentes em qualquer lugar do Brasil, que apresentem cordéis com o mínimo de 08 e o máximo de 12 estrofes de seis versos (sextilha) e que obedeçam ao formato indispensável de métrica, rima e oração.
03. Os trabalhos serão avaliados por uma Comissão formada por Poetas integrantes da ABLC – Academia Brasileira de Literatura de Cordel, sediada na Rua Leopoldo Fróis, 37 Santa Teresa - Rio de janeiro, Cep 20241-330, para onde serão enviados os cordéis concorrentes, em envelope fechado com duas cópias do texto.
04. Os autores candidatos apresentarão um envelope principal de entrega dos textos contendo em seu exterior apenas o nome do Concurso, (CORDEL CONTEMPORÂNEO), e o pseudônimo do autor. Não poderá ter remetente, apenas destinatário. Em seu interior haverá, além dos trabalhos objeto do concurso, outro envelope, lacrado, subscrito somente com o título do Concurso e o pseudônimo do autor. No interior deste, deverão conter o nome do autor, mais seus dados completos: nome, endereço, telefone, e-mail, cópia do RG, cópia do CPF, comprovante de residência, título do trabalho inscrito e pequena biografia (até 10 linhas).
05. A ABLC escolherá os dez melhores textos enviados, para serem apresentados na noite do dia 14 de outubro na cidade de Caruaru – PE, ocasião que será autorgada a premiação. Os dez autores selecionados serão transportados para a cidade Caruaru por conta da produção do evento, com passagens e hospedagens garantidas e gratuitas.
06. Os dez cordéis escolhidos serão recitados por seus autores e julgado por uma Comissão formada de Poetas Acadêmicos da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel. A comissão observará a temática e os elementos que compõem a literatura de cordel na sua essência: Métrica Rima e Oração
07. O prazo de inscrição: Até o dia 15 de setembro de 2011.
08. Fica vedada a inscrição de qualquer pessoa ligada diretamente (com laços familiares ou vínculos de trabalho) aos componentes das comissões de escolha (ABLC) e julgadora (ACLC).
08. Os Cordéis inscritos devem ser obrigatoriamente, inéditos e escritos em Língua Portuguesa. Entende-se por inéditos os que não tenham sido editados ou publicados (parcialmente ou em sua totalidade) em antologias, coletâneas, suplementos literários, jornais, revistas, Internet, exposições ou outras publicações. É da responsabilidade exclusiva da comissão julgadora analisar se os trabalhos enviados são ou não inéditos.
09. Ao efetivar a inscrição, o autor assume a autoria e a originalidade dos trabalhos inscritos, podendo responder, em caso contrário, por plágio, cópia indevida e demais crimes previstos na Lei de Direitos Autorais, bem como sua exclusão deste concurso.
10. A premiação será a seguinte: 1º lugar R$ 3.000,00 (Três Mil Reais); 2º Lugar R$ 2.000,00 (Dois Mil Reais) e o 3º lugar R$ 1.000,00 (Hum Mil Reais).
11. A organização do evento envolvendo os patrocinadores do festival, ACLC, ABLC, e FUNDARPE, terá acesso a 5% das publicações vencedoras, sem fins lucrativos, apenas para divulgação desses trabalhos.
12. Cada autor encaminhará aos endereços ou locais definidos os originais inscritos, podendo ser até dois (dois) trabalhos. As cópias impressas serão em papel branco (A4), digitadas.
13. Para a abertura, o intervalo e o encerramento do Concurso na noite do dia 14, se apresentarão como convidados e homenageados do evento os Poetas Repentistas: Ivanildo Vilanova, José Amâncio, Antonio Lisboa, Waldir Teles e os Nonatos.
14. Os originais não serão devolvidos.
15. A inscrição implicará, por parte do concorrente, na aceitação dos termos deste regulamento, bem como na cessão, sem ônus, dos direitos autorais dos trabalhos inscritos, para eventual publicação de uma primeira edição, bem como para divulgação dos trabalhos literários da Academia.
16. O concurso em pauta seguirá o seguinte calendário básico:
a) No dia 14 de outubro de 2011, serão apresentados e anunciados os ganhadores do Concurso no local do evento:
b) Os prêmios serão pagos em dinheiro e os cordéis serão publicados.
17. Não é necessário o participante enviar seus cordéis com capas de xilogravuras ou qualquer outro desenho. As inscrições são gratuitas, encerrando-se em 15 de setembro de 2011.
18. O evento será realizado para os Poetas, repentistas e cordelistas presentes e seus convidados. Será também aberto ao público, que receberá senha 30 min antes da sua abertura. ENTRADA FRANCA.

Hérlon de Figueiredo Cavalcanti
Presidente da Academia Caruaruense de Literatura de Cordel
Gonçalo Ferreira da Silva
Presidente da Academia Brasileira de Literatura de Cordel
Informações e esclarecimentos:
http://www.ablc.com.br/
(21) 9985-6208 – Chico Salles.

quinta-feira, 1 de setembro de 2011

O Poeta Zé Ribamar lança hoje a partir das 20:00 no Club AABB - Mossoró/RN, seu terceiro livro de poesia: ESPELHO DE CARNE E OSSO


>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>>

Vinte e seis projetos seguem na seletiva do Prêmio Fomento 2011

Publicado no Dia 09/08/2011
Cedida

Secretário da Cidadania, Francisco Carlos, divulga relação dos projetos habilitados A Secretaria da Cidadania, através da Gerência Executiva de Cultura divulgou no início dessa semana, a relação dos projetos habilitados para a segunda e terceira fases do Prêmio Fomento, edição 2011.

Dos 28 projetos inscritos, 26 foram considerados aptos a prosseguirem na seletiva. "Essa avaliação foi feita por uma comissão designada para este fim e de uma forma geral, avaliamos que o resultado foi muito bom, pois tivemos mais de 90% de aproveitamento dos projetos inscritos", comentou o secretário da Cidadania Francisco Carlos Carvalho.
Os projetos habilitados passarão por mais duas avaliações: uma classificação de qualidade técnica e educativa e a seleção final, que acontecerá mediante a maior pontuação dos projetos.
O resultado final do processo de avaliação e seleção dos projetos habilitados será homologado pelo Conselho Municipal de Cultura até o dia 16 de setembro de 2011, conforme determina o Edital publicado no JOM de 01 de julho de 2011.
Através do Prêmio Fomento, a prefeitura apóia financeiramente projetos culturais nas áreas de artes cênicas, literatura, artes plásticas e cinema. Ao todo, serão aplicados recursos na ordem de R$ 165 mil.
Projetos habilitados
a) ARTES CÊNICAS: Montagem de Espetáculos

l Projeto: A CASATÓRIA C'A DEFUNTA- Cia Pão Doce de Teatro;

l Projeto: A LENDA DO MEMEBÊ- Cia Focart;

l Projeto: AUTO DO NATAL- Conselho Fraterno das Comunidades Integradas de Mossoró/Baraúna;

l Projeto: CAMINHOS- Grupo de Dança Outras Caras;

l Projeto: CASCA DE NOZ- Grupo de Teatro Pessoal do Tarará;

l Projeto: CIGANOS- CIA Escarcéu de Teatro;

l Projeto: TISTU - O Menino do Dedo Verde- Cia Bagana de Teatro;

l Projeto: VIAGEM BANCOC- Cia Máscara de Teatro.
b) ARTES CÊNICAS NAS ESCOLAS: Montagem de Espetáculos

l Projeto: DANÇAS FOLCLÓRICOAS NOS CORDÉIS DE ANTÔNIO FRANCISCO- Escola Municipal Rotary.
c) LITERATURA

l Projeto: A FORÇA DA MÃO HUMANA- José Antônio da Silva;

l Projeto: CORDEL EDUCADOR- José Ribamar de Carvalho Alves;

l Projeto: ENTARDECER- Symara Tâmara Fernandes Carlos;

l Projeto: MEU SARAU DE POESIA- José Augusto Araújo da Silva;

l Projeto: O DIA DO PROFESSOR- O professor está sempre errado- José Augusto Araújo da Silva;

l Projeto: O HOME DA ROÇA E EXCELÊNCIA- Ademar Pedro Alves;

l Projeto: PEQUENOS SONS DE OUTRORA- Ana Carla de Azevedo Silva;

l Projeto: ROTEIROS- Thalles Chaves;

l Projeto: SE DEIXE SER ENCONTRADA- Gisele Ferreira de Lima.
d) ARTES PLÁSTICAS:

l Projeto: GENTE DA GENTE- Ilo José de A. Soares Júnior.
e) CINEMA: Curta Metragem

l Projeto: CHOVIA AINDA MUITO FORTE- Plínio Dannilo Oliveira de Sá;

l Projeto: DOCUMENTÁRIO DE TURNÊ- Wilson Nogueira Mendes Neto;

l Projeto: JARARACA- João Batista M. de Freitas;

l Projeto: O MUSEU DO SERTÃO "UMA RELÍQUIA NO SEMI-ÁRIDO POTIGUAR-Ana Lúcia Gomes;

l Projeto: O POETA E A BICICLETA- Thalles Chaves Costa;

l Projeto: POEIRA DO CAIÇARA- Jeyzon Leonardo G. Silva;

l Projeto: POR QUE NÃO MOSSORÓ?- Clarissa de Paiva Medeiros Souza.

AMOL DIVULGA RESULTADO DO I CONCURSO JOÃO BATISTA CASCUDO RODRIGUES - CONTO E POESIA

Postado em 31/08/2011 às 13:20 horas por Mário Gerson na sessão Cultura, da Gazeta do Oeste.
Cedido
O concurso contemplou 1º e 2º lugares em cada categoria, além de oito menções honrosas, entre contos e poemas

A Academia Mossoroense de Letras (AMOL) divulga o resultado do I Concurso João Batista Cascudo Rodrigues (conto e poesia), que nesta edição premia os 1º e 2º colocados em cada categoria, além de conceder quatro menções honrosas para cada um dos gêneros. No edital, no entanto, estavam previstas apenas três. A comissão julgadora, por sua vez e com respaldo do presidente da entidade, resolveu conceder menção a outros dois textos que apresentaram qualidade literária e irão figurar na antologia impressa pela Academia Mossoroense de Letras (AMOL) em parceria com a Coleção Mossoroense.

Ganhadores – Na categoria contos, os vencedores foram: 1º lugar, Raimundo Antonio de Souza Lopes, com o conto Quando o amor vai embora e 2º lugar, Elilson José Batista, com o conto Dois Milagres*.

Menções honrosas: Na madrugada, casulos viram borboleta, de Marcos Venicius Filgueira de Medeiros; Assombração, de Marcos Ferreira de Sousa; A menina e a serra do feiticeiro, de Araceli Sobreira Benevides e Insensatez, de Cristiane dos Reis Braga e Silva.

Na categoria poesia, os vencedores foram: 1º lugar, Escrever, de Marcos Ferreira de Sousa e 2º lugar, O Peixe da vida, de Antonio Francisco Teixeira de Melo.

Menções honrosas: Inverno, de Márcia Kaline Paula de Azevedo; Nudez, de José Ribamar de Carvalho Alves; Ofício de poeta, de Ângela Maria Rodrigues de Oliveira Pereira Gurgel e Tempo Passa, de Aníbal de Souza Mascarenhas Filho.

Premiação – Os 1º e 2º lugares, em cada categoria, receberão, respectivamente, R$ 800,00 (oitocentos reais) mais certificado e R$ 400,00 (quatrocentos reais) mais certificado. As menções honrosas também receberão certificados.

Os trabalhos ganhadores serão publicados pela Coleção Mossoroense, em formato de coletânea.

Cada ganhador, e os que forem agraciados com a menção honrosa, receberão, respectivamente, 5 (cinco) e 3 (três) livros.

Cerimônia será marcada pela Academia – A Amol marcará a data de entrega das premiações e das coletâneas, com os textos ganhadores desta primeira edição. “Pela qualidade dos textos, acreditamos que o concurso revelou talentos e confirmou outros. A proposta da Amol é a de sempre abrir suas portas para iniciativas literárias, acima de tudo estimulando a criação artística, em poesia e prosa”, destacou o presidente da entidade, escritor Elder Heronildes.

A Comissão Julgadora foi composta pelos seguintes membros: Mário Gerson (Amol), Geraldo Maia (Amol), Caio César Muniz (Coleção Mossoroense), Clauder Arcanjo (Amol) e Jomar Rêgo (Amol). Este último atuou como conselheiro da comissão.

*Obs. 1: Ficaram empatados em 1° lugar os dois contos. A Comissão julgadora se reuniu extraordinariamente para o desempate. 

domingo, 13 de março de 2011

UMA BOLHA NO PÉ DE RONALDINHO

ANTONIO FRANCISCO
Um poeta sem facetas
     Conta-se que Imperador Alexandre ‘O Grande’ um dia encontrou o Sábio Diógenes de Sínope e perguntou a ele o que desejava naquele momento, pois o próprio imperador era capaz de satisfazer todas as suas vontades e desejos. Então Diógenes sem se mexer e com olhar fixo para aquele homem a sua frente disse simplesmente: “Só desejo uma coisa, meu grande imperador, que saias da frente de meu sol. Isso é realmente o que desejo”. O grande Imperador tenta intimidá-lo, e faz outra pergunta: “Então você não me temes?” Diógenes diz: “O que faz você? O bem ou o mal? Você é um tirano ou um virtuoso?” Responde o Imperador: Faço o bem e me considero um homem virtuoso”. Finaliza Diógenes de Sínope: Pois é, “quem haveria de temer o bem de um homem virtuoso”.
     Todo esse diálogo entre o Imperador Alexandre e o Sábio Diógenes me faz lembrar em algum momento a poética de Antonio Francisco, principalmente, em seu poema: ‘Uma bolha no pé de Ronaldinho’, isso, quando o descreve o desejo de felicidade almejada por um torcedor centrado nas coisas supérfluas, certamente, confundindo-se com o desejo de liberdade.

Ilustração: Marcelo Morais



















UMA BOLHA NO PÉ DE RONALDINHO

Quando é ano de capa, o brasileiro
Se afoga num mar de emoção:
Pinta e borda de verde e amarelo
A camisa, a sandália e o calção,
E coloca uma bola no lugar
Onde antes batia o coração.

E em todo o planeta a gente vê
Esse povo valente e varonil
Sem metralha, trincheira e baioneta,
Sem bazuca, pistola e sem fuzil,
Lambuzados de verde e amarelo
Defendendo a bandeira do Brasil.

E antes da copa um torcedor
De camisa sem gota amarelada
Caminhava tristonho, cabisbaixo,
Com os olhos nos olhos da calçada,
Quando viu encostada ao meio-fio
Uma lâmpada metálica esverdeada.

Abaixou-se e pegou aquela lâmpada
E passou curioso o dedo nela.
A lâmpada tremeu e sacudiu
Uma nuvem vermelha e amarela
E em cima da nuvem apareceu
Um gênio sentado em cima dela.

E, antes que o jovem torcedor
Desse um grito ou pulasse de emoção,
O gênio falou: – Diga meu amo,
Eu estou pra servir na sua mão...
Não tem um só problema neste mundo
Que eu não tenha pra ele a solução.

Você pode pedir o que quiser,
Eu farei seu desejo num segundo,
Mas antes preciso lhe dizer...
Passei mais de um século aqui no fundo
Desta lâmpada sem ver a luz do sol;
Não sei quase mais nada deste mundo.

A mente do jovem torcedor
Acendeu de repente o candeeiro
E saiu percorrendo palmo a palmo
As veredas do chão do mundo inteiro
Procurando azagaia eu furava
A canela do povo brasileiro.

E achou ou achou que tinha achado
E disse ao gênio bem baixinho
O que tem empatando o meu Brasil
De trilhar sorridente em seu caminho
Segurando no pé do povo é
Uma bolha no pé de Ronaldinho.

Se você realmente tem poder,
Mostre agora, seu gênio, o seu valor.
Tire a bolha do pé do nosso craque
Salve o mundo salvando um jogador
E depois que cumprir sua missão,
Você pode partir pra onde for...

O gênio ergueu seu braço esquerdo
E sorrindo, soprou na sua mão
E disse: – Seu ídolo está curado
Desde o dedo do pé ao coração,
Só ficou um pouquinho mais pesado
Para os ombros da sua seleção.

O rapaz, sem pensar direito disse:
– Você pode seu gênio, dar o fora...
Sem a bolha do pé de Ronaldinho
Nosso povo será feliz agora...
Essas três polegadas de preguiça
No começo da copa vão embora.

O gênio chutou com força a lâmpada
E partiu num milésimo de segundo.
Rasgando os lençóis brancos das nuvens,
Se perdendo na luz do céu profundo,
Carregando com ele a sensação
De que tinha salvado o nosso mundo.

Se o gênio tivesse ouvido o grito
Estridente que brota da goela,
Da fome pedindo mais comida
Nos barracos famintos da favela,
Com certeza só tinha ido embora
Quando ele quebrasse o grito dela.

Se tivesse também passado as mãos
Entre as mãos dos pequenos lavradores,
Com certeza teria visto o ombro
Que sustenta os pés dos jogadores
E teria salvado a outra copa –,
A que joga por trás dos bastidores.

Agora é torcer que um gênio caia
Entre os pés de um poeta sonhador –,
Que peça um mundo mais fraterno
E nunca entre os pés de um torcedor
Que pensa que o mal do mundo é só
Uma bolha no pé de um jogador.
(Antonio Francisco)
Postado por José Augusto em 13/03/2011.

sábado, 19 de fevereiro de 2011

O POETA LUIZ CAMPOS FOI HOMENAGEADO


O Projeto MOSSORÓ AUDIOVISUAL homenageou o poeta Luiz Campos neste sábado 19.02.2011 no teatro Dix-Huit Rosado, Mossoró-RN.


O poeta e cantor Genildo Costa recita e canta cordéis consagrados do mestre Luiz Campos, veja trechos de:
 CARTA A PAPAI NOÉ

Seu moço eu fui um garoto
Infeliz na minha infança
Qui eu sube qui fui criança
Mas pela boca dos ôto.
Só brinquei cum os gafanhoto
Qui achava nos tabuleiro,
Debaixo dos juazeiro
Com minhas vaca de osso.
Essas catrevage, seu moço
Qui se arranja sem dinheiro.
                      e
ME ENGANEI COM MINHA NOIVA

Quando sortêro eu vivia
Era o maior aoerrêi
Devido eu ser muito fêi
As moça num mi quiria.
Quando pr'um forró eu ia
Cum quarqué colega meu.
Eles confiava n'eu
Ia bebê e dançá,
No fim da festa arengá
E quem ia preso era eu.
 
Entre os presentes estavam o editor Gustavo Luz, o escritor Tarcísio Gurgel e o poeta José Augusto.


O Mestre poeta Luiz Campos paparicado pelos seus leitores e admiradores.

Trailer do Documentário
video

Imagens, textos e vídeo postados por José Augusto em 19/02/2011.

terça-feira, 18 de janeiro de 2011

segunda-feira, 3 de janeiro de 2011

Poetas de Mossoró recebe o Poeta Moreira de Acopiara

POETA REPRESENTA
A CULTURA POPULAR
Quem nasce pra ser poeta
Fatalmente será bom,
Evita falar de dom,
Por isso cria e interpreta.
Possui mensagen direta,
Não se cansa de estudar,
Procura se reciclar,
Ousa, busca, experimenta...
O poeta representa
A cultura popualr.

Canta o homem da cidade
E o matuto do sertão,
Fala de corrupção,
Justiça, sonho, saudade,
Inverno, felicidade,
Vaqeuiro, mulher e mar,
Noite clara de luar,
Silêncio, paz e tormenta.
O poeta representa
A cultura popular.
(Moreira de Acopiara)

MEU BRASIL DE CANTO A CANTO
TEM SUOR DE NORDESTINO
Quando a seca vem devora
Do Nordeste toda flora
Nordestino vai embora
Para o Sul a todo instante
Trabalhar como gigante
E ganhar como menino
Molhando o solo sulino
Com sangue, suor e pranto.
Meu Brasil de canto a canto
Tem suor de nordestino.

Numa favela jogado
Lá no Rio de Janeiro
Sem emprego e sem dinheiro
Na sombra do Corcovado
Todo o tempo ajoelhado
Esse pobre peregrino
Pedindo a Jesus divido
Que lhe cubra com seu manto.
Meu Brasil de canto a canto
Tem suor de nordestino.

Foi soldado da seringa
Lá pelas bandas do Norte
Brincou lá com sua sorte
Longe de sua caatinga
Seu suor ainda pinga
Dos galhos do cipó fino
Num testemunho divino
Que o nordestino é um santo.
Meu Brasil de canto a canto
Tem suor de nordestino.

Por esse pau-de-arara
Brasília foi construída
Esse pedaço de vida
Tem ferida que não sara
Gastou o suor da cara
No Governo Juscelino
Merecia estátua e hino
Quem trabalha do seu tanto.
Meu Brasil de canto a canto
Tem suor de nordestino.
(Antonio Francisco)


CARÊNCIA
Eu queria ser
Simplesmente simples,
Mas ninguém é simples
Sem nascer pra ser.
A simplicidade
Cabe em todo canto.
Essa é a virtude
Que eu queria ter.
(José Ribamar)